Tags

,

banca imprensa marginal2

 

Por Anderson Romário Pereira Corrêa.

Fonte: ITHA-IATH

Nesse texto, Anderson Corrêa dedica-se à teoria da história e analisa como o tema foi abordado por alguns clássicos libertários e anarquistas. Para isso, faz uma revisão de textos de Proudhon, Bakunin, Kropotkin e Rocker. O autor parte do principio que uma das funções da História é servir de instrumento para a transformação da sociedade e que ela pode ser utilizada por variados agentes sociais como guia para ação. O texto inicia com uma definição de passado ontológico e de epistemologia do passado. Logo, apresenta as discussões atualizadas sobre a produção do conhecimento histórico e sua “evolução”. Em seguida, constrói o cenário de como os historiadores vinham pensando e discutiam seu ofício, ou seja, o cenário em que se inserem os escritos anarquistas sobre a história. Ela realiza uma “analise de conteúdo” dos textos, destacando trechos em que os autores citados acima abordaram a História. Para concluir, ele compara a análise com o contexto histórico e as discussões atualizadas.

* Baixe o artigo completo aqui: Anderson Corrêa – A Historia na Visão de Anarquistas

Anúncios