Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Foto0706

 

Por Marques da Costa

Fonte: Núcleo de Pesquisa Marques da Costa

A redacção da “A Patria” está sendo novamente assediada por cartas e recados, contendo ameaças ao “director” (?) desta secção a quem acusam de ser um refinado “anarquista”.

Não estranhamos nada disso. Há muito quem não nos “grame” neste posto e não são poucos os que têm tecido os seus “pausinhos” para conseguirem a minha substituição neste “rendoso” cargo…

O que estranhamos é que do meio de todos os que “estrilam” ninguem apareça a defender os anarquistas dos ataques e das emboscadas de que estão sendo victimas, por parte dos bolchevistas.

Ainda hontem, veio “um operario” (grifado e aspeado) protestando contra duas notas publicadas aqui por elementos bolchevistas. Por que?

E alega que há muitas secções de jornaes capazes de substituir a secção da “A Patria”…Por que alega isso?

Ora, que tolo!…

Já não há quem ligue a essas coisas, parecidas com ameaças!

As secções dos outros jornaes tambem soffrem do mesmo mal. A do “O Paiz”: Quanto ali se atesta contra os anarquistas e os bolchevistas!

Nem pode deixar de ser assim. Esta é que é a verdade!

A “Gazeta”, como “O Rebate”, tambem não nos poupa: casca em vós, bolchevistas, e em nós, anarquistas, sem dó nem piedade!

Por que? Simplesmente por isto: porque o seu redactor nem é uma coisa nem outra coisa.

Não é por isto mesmo?

Pois é! Podemos ter certeza.

Se lá estivesse um bolchevista – claro! – aí do lombo dos anarquistas!

Mas o caso, o mais importante deste caso, é que se me pretende responsabilizar pelo que os outros dizem! Não, isso não é sério!

Protesto!

Basta o que digo e o que faço, para a responsabilidade já não ser pequena.

Deixemo-nos destas intrigas, destas bisbilhotices e cartas anônimas! É feio, é ridículo e só prova que os argumentos reais e plausíveis são verdadeiramente poucos.

Matéria publicada na Secção Trabalhista do jornal A Pátria (Rio de Janeiro), no dia 26 de maio de 1923.

Anúncios