Postando em Unio Mystika, em julho de 2015

Por Janos Biro, professor de filosofia e sociologia

O objetivo desse livro é fazer uma crítica à tendência capitalista de assimilar o discurso ecológico e torná-lo parte de uma nova forma de capital, expandindo assim os mecanismos de controle da sociedade capitalista. Esta crítica não é de vertente marxista, mas se baseia na crítica à civilização, que é um tipo de crítica anarquista radical com a qual tenho trabalhado desde 2002.
Índice:
Civilização, insustentabilidade e capitalismo
Os imperativos letais do desenvolvimento econômico
Dádiva e sociabilidade
Contra o capital
Justiça, direito e civilização
Sociedade do trabalho
Ambientalismo capitalista

Anúncios